Sobre a Santos

Uma longa história

As raízes da Santos remontam a uma pequena carpintaria do início do século XX, gerida por Antonio Santos Barral. Em 1952, José Santos segue a trajetória iniciada pela seu pai, abrindo uma nova carpintaria. Já na década de 60, fabrica os primeiros módulos de cozinha independentes, baseados no conceito de cozinha modular, que se mantém até aos dias de hoje. Desde então, a Santos desenvolveu o seu próprio estilo no mercado de mobiliário de cozinha, criando produtos de qualidade com um design ergonómico e funcional, adaptados às crescentes necessidades dos utilizadores. Esta é a nossa história:

  • 1923
  • 1952
  • Anos 60 e 70
  • Anos 80
  • Anos 90
  • 1995
  • 1997
  • 1999
  • 2001
  • 2004
  • 2007
  • 2009
  • 2011
  • 2012
  • 2014
  • 2019
  • 1923 PT

    Antonio Santos Barral abre uma pequena carpintaria artesanal que, em 1923, contava com quatro empregados.
  • 1952 PT

    feature
    José Santos segue a trajetória iniciada pelo seu pai, abrindo uma nova carpintaria e iniciando a produção à escala industrial.
  • 60s + 70s PT

    São produzidos os primeiros armários de cozinha e, em resposta a essa especialização, as instalações são ampliadas e o sistema de produção é melhorado. Começa a produção de módulos independentes e surge o conceito de cozinha modular, deixando para trás o fabrico de armários monobloco de décadas anteriores.
  • 80s PT

    As instalações de produção são ampliadas consideravelmente, são incorporadas novas máquinas e começa o fabrico de frentes em madeira.
  • 90s PT

    $750 million first
    As frentes evoluem e as possibilidades de acabamentos aumentam com a inclusão de lacados – texturizados, seda mate e brilho direto. Aumentam também os laminados e estratificados com diferentes combinações de bordas. Aparece o modelo MYTHOS, a primeira versão de uma frente sem puxador, o que constituiu uma importante novidade devido à sua pureza de linhas.
  • 1995 PT

    sit amet
    A Santos estrutura a cozinha em áreas de acordo com a sua função, convertendo o conceito de «bloco função» numa referência da arquitetura da cozinha. Este sistema passa pelo desenvolvimento de novos tampos, cuja espessura, borda e material variam em função da área a que se destinam.
  • 1997 PT

    registers
    Nova ampliação das instalações, chegando a duplicar a área produtiva disponível. A partir deste ano, são realizados importantes investimentos em equipamentos industriais.
  • 1999 PT

    releases
    Ponto de partida para a otimização do espaço interior. É introduzido um novo conceito de equipamento interior e são concebidas as cozinhas com gaveteiros na zona inferior, evitando o uso de portas que dificultam o acesso ao móvel.
  • 2001 PT

    Etiam vel
    Os espaços são otimizados, melhorando a horizontalidade na zona inferior e incorporando gavetas com até 120 cm de largura e 65 cm de profundidade. As dimensões dos módulos também são alteradas: a altura dos armários inferiores é fixada em 72 cm para uma melhor utilização do espaço, enquanto a profundidade chega a 70 cm.
  • 2004 PT

    Neque porro
    Integração de materiais mais resistentes e frentes lisas que facilitam a limpeza, sempre dentro de uma estética de linhas puras e funcionais. Surge a série MINOS, uma evolução da série MYTHOS sem puxador, que introduz várias melhorias e é combinada com o aço, um material que ressurge em força em frentes, tampos, molduras e painéis de parede.
  • 2007 PT

    Conubi no
    Novas soluções para otimizar a capacidade de arrumação da cozinha. São apresentadas as gavetas de 30, 40 e 60 cm de profundidade, estabelecendo-se esta última como o novo padrão da Santos. Além disso, são apresentados armários inferiores com 81 cm de altura, o que permite um maior aproveitamento do espaço na zona inferior.
  • 2009 PT

    Aliquet lectus
    A Coleção 2009 da Santos introduz o sistema de abertura assistida (SAA), que permite abrir as gavetas sem esforço e manter a capacidade de arrumação. Inclui também uma solução inovadora para integrar o exaustor que, além de permitir o aproveitamento do espaço e incorporar um sistema de iluminação para a área de trabalho, contribui para uma maior unificação estética da zona superior da cozinha.
  • 2011 PT

    Ridiculus mus
    A Coleção 2011 da Santos inclui importantes novidades na construção de módulos, entre as quais se destacam as gavetas com acabamento branco pérola e o sistema de abertura assistida para os armários superiores (SAA-P). Integra também o sistema de correr coplanar, que proporciona uma maior visibilidade e facilita o acesso ao interior dos móveis. São igualmente desenvolvidos acessórios interiores em madeira.
  • 2012 PT

    sit amet
    A Coleção 2012 da Santos lança três novos designs sem puxador. Entre eles, destaca-se o modelo INTRA, com um novo sistema de abertura em que a gola se adapta para assumir a função de puxador.
  • 2014 PT

    sit amet
    Com a Coleção 2014, a Santos inicia um processo de depuração estética que dá origem a novos projetos de frentes sem puxador ou com puxador oculto, além de novas soluções de integração para eletrodomésticos e sistemas de aspiração. Incorpora também acabamentos em madeira mais resistentes, práticos e duradouros, reforçando uma tendência à simplicidade, à pureza e ao equilíbrio, que contribui para criar ambientes mais habitáveis, harmoniosos e homogéneos.
  • 2019 PT

    Ridiculus mus
    A Coleção 2019 da Santos apresenta móveis com um design mais estilizado, com frentes e laterais de espessura reduzida. Apresenta também novos acabamentos, acessórios, sistemas de iluminação e soluções para otimizar o espaço. Entre estas últimas, destaca-se a gaveta de rodapé, que permite aproveitar ao máximo a capacidade dos armários inferiores. Os interiores ganham presença e protagonismo com a possibilidade de serem personalizados ao gosto do utilizador.

Tecnologia de ponta e capacidade produtiva

A Santos segue uma política contínua de reinvestimento de lucros em instalações e conta, atualmente, com uma área aproximada de 40.000 m2 e as mais modernas tecnologias do seu setor. Isso permite-nos dispor de um sistema produtivo que cumpre os mais elevados critérios de qualidade em termos de tempo e forma, podendo triplicar a sua capacidade para atender a novos pontos de venda ou novos mercados com garantias.

Nuestro sistema productivo Just in Time se basa en el despiece de la cocina, distribuyendo los diversos elementos que la conforman entre los diferentes flujos de trabajo establecidos según las características y la naturaleza de los materiales empleados: cuerpos, frentes, herrajes, utilidades, encimeras, elementos lineales y otros componentes. El sistema, además de permitir una rápida respuesta a cualquier solicitud de reposición, favorece el cumplimiento sin incidencias de los plazos de entrega.

Precisa de mais informações?

CatálogoLojasSubir

Error